Pamukkale/Antalya – Dia 8

Se bem se lembram no artigo Capadócia – Dias 4, 5 e 6 – Parte 1 de 2, mencionei na “Saga das viagens de balão de ar quente” que não conseguimos a nossa viagem em Capadócia, mas felizmente conseguimos reservar para Pamukkale.

IMG_20190430_081918

Dia 8


 Chegou o grande dia da viagem, por isso tivemos de acordar bem cedo, para sermos transportados para a agência e de lá partir com o resto do grupo para o local do balão.

Confesso que não correu tudo como tínhamos previsto, pois às 5:50h estávamos prontos para a nossa aventura na esperança de vermos o nascer do sol no balão, mas não nos foi comunicado que seríamos um dos últimos grupos a voar, ou seja, já depois do sol nascer, pelo que percebemos, há várias rondas de viagens no mesmo balão, cada um de 1h20 mais ao menos, conclusão, levantamos voo às 8:20h.

Aquele momento pelo qual tanto esperei estava a realizar-se, finalmente, agora dentro do cesto já em movimento senti aquela sensação de realização e a calma e paz que se sentem só são perturbadas pelo som dos restantes companheiros de viagem, mais ao menos 15 pessoas no cesto e das lufadas de ar quente que a chama ia deitando para dar impulso ao balão para subir.

AVISO: Chuva de fotos de seguida, desta vez com pelo menos uma sem estar no slideshow…

IMG_20190430_082544

Vista muito próxima do Castelo de Algodão (Pamukkale). Dentro do balão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nota: Se puderem levem um chapéu, as chamas podem ser bastante quentes e isso sente-se um pouco, porque quer queiramos ou não, estão mesmo por cima das nossas cabeças à distância de um braço 🙂

Nota 2: Não há tantos balões de ar quente no ar como em Capadócia, mas é igualmente mágico e ver o Castelo de Algodão de cima, parece bastante mais pequeno do que realmente é.

Durante o voo vimos a vista fantástica que sobrevoamos, o castelo de algodão e tudo o que o rodeava e ainda nos fizeram uma surpresa, que foi semi aterrar num lago, andar um pouco em cima da água e depois voltar a levantar voo, confesso que no meio do entusiasmo de todos os que estavam dentro do balão e os que estavam na berma do lago a assistir, senti um pequeno receio de que começasse a entrar água para o cesto, mas isso não chegou a acontecer e o resto decorreu com normalidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois de uma aterragem atribulada em cima do reboque que iria depois levar o cesto e balão embora, tivemos direito a um brinde e “banho” de champanhe e celebramos este momento, sendo que no final nos deram o certificado de voo (importantíssimo 🙂 ).

Depois de começar a manhã de forma emocionante, voltamos ao hotel e tomamos o nosso pequeno almoço, sendo que de seguida fomos ver de perto o sítio que tínhamos acabado de sobrevoar, Hierapolis, Pamukkale, Cotton Castle, Castelo de Algodão, chamem como quiserem, é tudo a mesma coisa 😀

Podem ver alguns dos vídeos gravados na viagem de balão aqui:

Preços:

  • Estacionamento no parque de Pamukkale: 10TL (+/-1,5€)
  • Bilhete de entrada em Hierapolis (Pamukkale) Örenyeri: 50TL (+/- 7,5€)
  • (Opcional) Piscina termal da Cleopatra: 50TL (+/- 7,5€)

Tivemos pena de não ter tido tempo para explorar o potencial total, já que não fomos preparados para passar lá tanto tempo, caso contrário teríamos também aproveitado as piscinas termais da Cleópatra, que estão dentro do parque de Pamukkale. Deixo uma imagem para verem como é.

IMG_20190430_124628.jpg

Recomendação: Nós não achamos que teríamos tanto interesse de passar muito tempo em Pamukkale, por isso não deixamos tempo suficiente, nem planeamos para passar lá bastante tempo, por isso recomendo que se forem antes do almoço levem algo para comer por lá, não faltam espaços bons para picnic e a comida lá é bem mais cara que o normal.

Só mais uns links para vídeos se quiserem ver mais de perto 🙂

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saímos já tarde das termas, fizemos o check out do hotel e fomos almoçar por perto, num restaurante chinês (White Dragon Restaurant), muito bom mesmo, recomendo, comemos na esplanada com outro ângulo de visão para o sítio onde tínhamos acabado de estar.

Depois de repôr as energias, fizemos uma longa jornada de +/- 250 kms até Antalya, fizemos algumas paragens pelo caminho, para comprar morangos, comprar alguns snacks ou simplesmente para apreciar a vista.

Chegamos ao anoitecer a Antalya, estacionamos o carro no parque do hotel e fizemos check in e fomos jantar, sendo que no final aproveitamos para explorar a zona fantática envolvente ao hotel, conhecida por Old Town.

Para referência, ficamos hospedados as duas noites (esta e a do próximo artigo) no Sabah Pansiyon e nesta primeira noite fomos jantar ao Pasa Bey Kebap.

Depois disso fomos dormir e recuperar as energias para no dia seguinte explorar melhor Antalya, onde ficamos por 2 dias, por isso já sabem o que esperar no próximo artigo.

One thought on “Pamukkale/Antalya – Dia 8

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s