The OA – Temporada 1 – Netflix – 2016

Recentemente ao procurar algo novo para ver na Netflix, deparei-me com esta série, The OA, chamou-me a atenção e acabei mesmo por ver a primeira temporada toda.

Saiu uma segunda temporada este ano, daí aparecer como uma das sugestões para assistir, porque na realidade a primeira temporada já é de 2016. Será que depois desta vou querer ver a segunda temporada?

A SÉRIE


Resultado de imagem para the oa season 1 poster

Ano: 2016

Géneros: Drama, Fantasia e Mistério

Episódios: 8 [de mais ao menos 1 hora cada]

A HISTÓRIA


Sete anos após desaparecer de sua casa, uma jovem cega, Prairie, agora nos seus 28 anos regressa com a sua visão restaurada e recruta cinco estranhos para uma missão secreta.

Enquanto muitos acreditam ser um milagre, outros preocupam-se que ela possa ser perigosa.

Resultado de imagem para the oa season 1

OPINIÃO


Foi por mera coincidência que comecei a ver a série e confesso que ao início não estava muito convencida quanto ao enredo, mas decidi continuar a ver e pronto, posso dizer que esta não é uma série para qualquer um gostar, diria que torna-se aborrecida para quem não gosta do género de fantasia, misturada com drama.

A partir daqui vêm os spoilers… Foram alertados.

Resumo super rápido retirado da Wikipédia.

A série centra-se em Prairie Johnson, uma jovem adotada e inicialmente cega, que ressurge depois de ter desaparecido por sete anos. Após seu retorno, Prairie auto denomina-se como “OA”, de “Original Angel” (“Anjo Original”), e contém cicatrizes nas costas e a capacidade de ver. OA recusa-se a dizer ao FBI e aos seus pais adotivos onde ela esteve, o que houve com ela e como sua visão foi restaurada, ao invés disso ela rapidamente monta um grupo de cinco moradores da cidade (quatro estudantes do ensino médio e uma professora) a quem ela revela toda informação omitida e explicando sua história de vida. Finalmente, ela pede ajuda para salvar as outras pessoas desaparecidas criando um portal para outra dimensão.

Nina Azarova, nascida em 1987 na Russia, onde vivia com o pai numa mansão, pois este tinha muito dinheiro, mas ela tinha bastantes pesadelos com ela presa dentro de um aquário e acordava a sangrar do nariz, mais tarde viemos a descobrir que não eram pesadelos mas sim premonições.

Quando ela estava a ir para a escola, o autocarro dela foi atacado por um grupo da máfia Russa, numa mensagem para o pai, todos morrem menos ela. Durante esse acidente, ela acaba por ser transportada para outra dimensão, onde conhece Khatun, que lhe deu a vida de volta, mas tirou a visão.

Resultado de imagem para the oa season 1 nina

O pai enviou-a para a América para uma escola, para estar segura, enquanto ele enviava dinheiro para tomar conta dela e a tia acabou por vendê-a a um casal que queria adotar uma criança e acabaram por renomeá-la Prairie Johnson, os seus pesadelos continuavam, mas um médico acabou por dar-lhe medicação forte para isso não acontecer. Mas mesmo assim os sonhos continuavam e ela pensava que indicavam para ela encontrar-se com o pai no seu 21º aniversário na estátua da liberdade, fugiu de casa nesse dia para encontrar o pai, acabou por esperar todo o dia, quando decidiu tocar violino no metro, porque o pai disse que sempre conseguia encontrá-la pelo som.

Imagem relacionada

Mas quem a encontrou foi um “cientista louco”, Hap, um médico obcecado com experiências quase morte e pediu para ela se voluntariar para o programa dele, acabando assim por raptá-la e ficou presa por 7 anos com outros tais como ela, sendo que ele fazia experiências neles, matando-os e trazendo-os de volta à vida, gravando a experiência deles.

Resultado de imagem para the oa season 1

Ele queria à força toda descobrir como era o pós-vida, numa dessas vezes que morreu, voltou a encontrar Khatun que lhe devolveu a visão e ensinou-lhe um movimento que em conjunto com outros 4 movimentos conseguem trazer um dos prisioneiros de volta á vida e aqui volta como OA.

Resumindo, ela conseguiu escapar e acorda num hospital, após voltar a casa, ela começa a convencer 4 adolescentes e uma professora a ajudá-la com os movimentos para poderem transportá-la de volta ao laboratório para salvar os amigos que ainda estão lá presos.

Imagem relacionada

E toda a temporada foi á volta da história dela e de como os miúdos iam sendo envolvidos nesta história de uma mulher de 28 anos que podia muito bem ser uma maluquinha.

Resultado de imagem para the oa season 1

Especialmente não gostei muito da atriz principal, acho que o papel podia ter sido mais bem explorado e fiquei com uma ideia um bocado com a ideia que ela era manipuladora e que fez com que os miúdos a seguissem.

Confesso que só continuei a ver por curiosidade de como é que ela curou a cegueira, mas pronto, foi uma série que não me interessou muito, já por isso é que nem vi a segunda temporada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s